Os teus Seios

Sonho com teus belos seios
Como duros os mamilos estão
Que te os estou a massajar
Suavemente com a mão
Os meus desejos despertam
De te entregares a mim
De te massajar os seios
Fazermos amor sem fim
Desejo de seres minha
Os mamilos poder morde-los
Apertá-los com força e ouvir
Os teus sussurros e apelos
Sonhando com os teus seios
Como estão a humidificar
Meus desejos despertam
Sonhos de te estar a amar

De: António Candeias

Anúncios

Sonho

Nesta noite tão encantada
Sonhei que te via dormindo
Que estava na tua cama
Fazendo amor contigo
Noite mais encantadora…
Que te estava a ver dormir
Contigo sonhei até de madrugada
Que estava a possuir-te minha amada
A tua boca que tanto sorria
Os teus lábios doces beijei
Foi um sonho que transformou
Como real por magia, como amei
A tua nudez como a contemplei
Abracei o teu corpo contra o meu
Como tremias louca de desejo
O teu corpo com força abracei
Cobrindo-o todo ele de beijos

De: António Candeias

Sonho

Nos meus sonhos percorro
O teu corpo sem te mexer
Louco de tanto te desejar
Sinto o teu corpo estremecer
A minha boca a tua beija
Os teus lábios estou a saborear
Massajando todo o teu corpo
Até tu começares a delirar
Sonho que estás ao meu lado
As mãos estão a te percorrer
O teu corpo em pensamento
Não paro até te sentir a tremer
Como estou a amar este sonho
Que tenho até de madrugada
Beijo-te loucamente o corpo
Tu louca de estares excitada

De: António Candeias

Sonho

Continuo a sonhar cordado
Com um amor acabado
Um amor que é impossível
De um dia vir a ser realizado
Quando acordado ainda sonho
Com o amor vir a encontrar
Poderei levar ainda tempo
Do amor voltar a conquistar
Continuo a sonhar na vida
Que voltarei de novo a amar
Quando este amor esquecer
Como feliz voltarei a estar

De: António Candeias

Tenho gravado na alma

Tudo que passei no passado
Quanto mais tento esquecer
Mais me sinto atormentado
Que dor mais cruel eu sinto
Triste este meu sentimento
Como eu desejava tanto
Esquecer por um momento
Dou risada de alegria
Mas sou triste e amargurado
Quem me vê fica pensando
Como aquele é um felizardo
Tudo que passei no passado
Não o desejo seja a quem for
É um passado para esquecer
Que só me tem causado dor

De: António Candeias

Jardineiro

Vou tratar do teu lindo jardim
Serei o teu jardineiro meu amor
Vou tratar dos teus canteiros
Com toda a dedicação e amor
Plantarei a flores mais lindas
Que no mundo possa encontrar
Plantarei rosas, cravos e jasmins
Para o teu corpo perfumar
Vou ser o teu jardineiro
Que o teu jardim tratarei
Com muito carinho e amor
Como a ti sempre amarei
Irei renová-lo por completo
Novas áleas irei eu alargar
Para pudermos passear
Eu a ti sempre abraçar
Que encanto de jardim
Que irei sempre bem tratar
Com as flores mais lindas
Para o teu corpo perfumar
Um jardineiro como eu
Não vais tu nunca encontrar
Como trato com amor o teu jardim
O teu coração também vou tratar
Ainda não me conheces bem
Não sabes o jardineiro que sou
Vou dele fazer um belo jardim
Amar-te como ninguém te amou
Vou tratar do teu belo jardim
Serei o teu jardineiro com dedicação
Tratarei com carinho o jardim
Como trato bem do teu coração

De: António Candeias

Sonho contigo

Que vontade eu tenho de ti
De saborear os teus beijos
Poder afagar o teu corpo
De ficarmos loucos de desejos
Não deixo de sonhar contigo
De poder a tua boca beijar
Apertar-te contra mim
Massajar-te até te ver a delirar
Esta minha vontade louca
De com força te abraçar
Nossos corpos colados
De os teus lábios beijar
Não deixo de sonhar contigo
De como me estas a beijar
Não sais da minha mente
Desejo de contigo querer estar
Queria agora esses teus beijos
Mesmo que fossem rapidinhos
Para saborear esses teus lábios
Cobri-los com os meus beijinhos
Que vontade eu tenho de ti
Não deixo de sonhar contigo
Com essa tua boca deliciosa
Desejo louco de estares comigo

De: António Candeias